Crescer é acreditar que não existe final feliz.

Poema/divagação.

142075_Papel-de-Parede-O-Castelo-Animado-Howls-Moving-Castle_1280x800

Crescer é acreditar que não existe final feliz.
Não significa não buscar a prístina felicidade.
Nem deve ser entendido como se acomodar à dura vida

 

Crescer… é se dar conta que não existe final feliz.
É quando você percebe que… nunca houve um final.
E que… mesmo assim todas as coisas terminam.
E que… depois do The End dos livros e dos filmes
… Tem uma vida toda esperando os protagonistas.

Crescer é compreender que tudo pode acontecer
Que nem sempre podemos controlar nosso próprio destino
Mas que especialmente podemos controlar
Aquilo que nós mesmo sentimos a respeito
Daquilo que tudo pode acontecer.

Que podemos ficar felizes com a partida de um ente querido
Como faziam e ainda fazem certas culturas. Então porque choramos?
Que podemos ficar tristes com uma notícia feliz.
Com aquela esperada mudança de vida … com a qual sempre deixamos de ver alguém, que sempre víamos.

Crescer é acreditar que nem tudo que parece bom vem nos trazer felicidade.
É se dar conta que nem tudo o que parece ruim vem nos tornar infelizes.
É, acima de tudo, perceber que o mundo é cinza.
Que aquela pessoa que parece tão boa pode cometer erros tão crassos.
Que o mais temido dos caras fechadas pode ser aquele que te oferece a mão no mesmo dia.
Que aqueles que te tem maior confiança podem abusar dela.
E que aqueles que não vão com a nossa cara podem ter seus motivos. E mesmo assim nos oferecer simpatias.

Crescer é tomar conta e noção que somos pequenos. Mas não somos inexistentes.
Que somos temporários. Mas em nosso potencial podemos nos tornar ilimitados.
Que estamos sujeitos a muitos erros. Mas que temos tempo para corrigi-los.

Crescer … é acima de tudo, perceber… perceber que o mundo é cinza
Cinza em sua imensidão de muitos finais e muitos começos.
Mas que ainda assim podemos fazer deste cinza a soma de toda as cores.
E de tais cores aquilo que nós mesmos queremos, felizes, tornar felizes, os nossos muitos finais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.