Memórias do Velho Mundo – Les Miserables, Harry Potter e Michael Jackson

A segunda parte de minhas andanças em Londres eu agrupei três programas culturais. No mesmo dia em que fiz o tour pela cidade, ainda deu tempo de passar em Piccadilly Circus e assistir uma peça de musical.

#12 – Comprar ingressos em Londres é fácil. Eu diria que é mais fácil ainda do que comprar na Broadway em NY. Há várias bancas e estabelecimentos que vendem ingressos, e se você souber falar com eles, vai conseguir um bom desconto. Eu não sabia que era só pedir e no primeiro dia paguei o preço cheio.
# 13 Comprei um ingresso, mas antes fui experimentar um sushi de esteira. É caro. É bom para experimentar, mas certamente em outros lugares você encontra preços mais em conta para o tipo de comida. Passa uma esteira com pratos coloridos. Cada cor indica o preço, desde 1,90 até 6 libras. Quer dizer, desde 8 reais até 24. Pagar mais de 100 reais lá é fácil, mas eu me contive. O nome do restaurante é Yo Sushi. Pertinho dali (Piccadilly), ainda tem o Wasabi, que é focado em Bentos.
#14 – Les Miserables foi a minha primeira e única escolha naquela terça-feira. Eu já havia assistido ao filme antes e gostado bastante. Restava assistir a peça. Foi também uma questão de proximidade. Alguns musicais são perto de Piccadilly e outros de Victoria. Como eu já estava no primeiro, ficou bem mais fácil. O Queen Theatre estava logo ao alcance, pertíssimo da estação de metrô.
Vamos falar da peça em si. Se passa no começo e no meio do século XIX na França, e conta a história de Jean Valjean, que é chamado de 24601, porque ele é um prisioneiro recém-libertado após mais de 20 anos de cumprimento de sentença. A história gira ao redor dele, e posteriormente dos revolucionários que lutam contra as forças do governo.
Para quem gosta de história, e claro, musicais, não existe peça melhor do que esta. A produção é impecável e a condução das musicas e atuações é de cair o queixo. Quando vier para o Brasil, com certeza vou assistir.
#15 No dia seguinte eu fui na exposição do Harry Potter em Londres. Em Londres? Eu diria que fica em Leavesden, a menos de uma hora da capital. A forma mais fácil de chegar é pegando um trem até a Estação Watford Junction, e de lá pegando o Shuttle (pago) oferecido pela Warner Bros. O ônibus é confortável e mostra um video do Studio como aquecimento.
A exposição é ótima, mesmo para quem não é um grande fã como eu. Não cheguei a assistir todos os filmes ou a ler todos os livros, mas ainda assim me diverti. Comprei um ingresso com direito a um audioguia e foi muito útil.
Eles chegam a vender Cerveja Amanteigada lá e há um bom restaurante logo na entrada.
Destaque é uma maquete gigante de Hogwarts, que foi inclusive usada para as filmagens. Há muitos itens que foram usados nos filmes além disso, como varinhas, capas, pomos, etc…
Pra quem gostar, há a opção de tirar fotos ou vídeos voando nas vassouras mágicas ou carros.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

## Atenção, pra chegar a Watford Junction é necessário pegar o overground, ou trem terrestre (ou seja, não é o metrô comum).
## Atenção 2: O TravelCard comum não funciona até Leavesden porque ele costuma englobar as zonas 1 e 2, do centro de Londres. Aqui já é zona 5. A passagem custa em torno de 5 libras.
# 16 De volta para Londres após cerca de 4 horas no Studio da Warner Bros, fui direto para Piccadilly Circus. Eu sou fã do Michael Jackson e no dia anterior fiquei sabendo do musical que estava em cartaz. Não podia perder a oportunidade.
# 17 Antes, comi em um belo restaurante cuja especialidade é servir frangos, especialmente inteiros. A boa notícia é que quem tem um ingresso de musical ganha um frisante de bônus.
# 18 Michael Jackson Thriller é o nome do musical. Eu recomendo? Sim, apenas para quem quiser ouvir sons do MJ. Mas eu não diria que se trata de um musical. Basicamente eles juntam alguns cantores para interpretar as canções mais famosas. A execução em si é boa – no geral. Destaque para as músicas Smooth Criminal e Bad. Porém, o ponto baixo é que a música final – Thriller – é interpretada por um ator que não sabe cantar. Isto quer dizer, Play Back. Pois é minha gente. Essa foi dificil de aturar. Mas como disse, vale a pena como experiência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.