Memórias do Velho Mundo – Suíça – O fantástico lago Thun.

As minhas memórias da Europa já estavam chegando ao fim. Mas nem por isso as esperanças arrefeceram. Nem por isso eu desanimei e lembrei que teria que voltar à labuta dentro de dois dias. Eu ainda tinha mais algum tempo na Suíça e decidi aproveitar o que ela me oferecia de melhor naquela hora. E eu não me arrependeria. O Lago Thun é uma das cenas mais belas que eu presenciei na minha vida. E você vai presenciar também.

_

Memórias do Lago Thun. Digo, Memórias do Velho Mundo. O fantástico Lago Thun.  :mrgreen:

04-gr
O Lago Thun com o monte Niesen. Foto: Bls.ch

# 132 Até logo, Grindelwald

Era o dia 4 de janeiro de 2015. Eu acordava na vila de Grindelwald, com nada menos de que 50 hematomas pelo corpo. Dolorido, mas determinado, eu não tinha tempo a perder. Tomei café decidindo se passaria mais algum tempo na região dos Alpes, isto é, subir para as montanhas novamente, ou eu aproveitaria o tempo para conhecer a região de Interlaken. Eu tinha uma reserva para dormir na cidade de Berna, capital da Suíça, naquela noite.

A decisão mais sensata foi a de ir para Interlaken. Afinal, eu já conhecia as montanhas e as opções que me restavam eram mais caras – se escolhesse Jungfrau e Schilthorn, por exemplo, me fariam gastar facilmente 300 reais de uma lapada só,  seja com trem ou teleférico. E eu também estava dolorido e não me sentia a vontade para praticar esportes, que além de tudo envolviam custos com locação de equipamento, etc… Para completar, eu ainda tinha o Swiss Pass que eu poderia utilizar por mais dois dias para transporte de graça na Suíça. E um passeio em específico tinha me chamado a atenção. Se eu saísse de Interlaken para Berna, o trem passaria na cidade de Thun. Mas entre Interlaken e Thun existe um grande lago, do mesmo nome da cidade, que é navegável. E não só é navegável como é possível viajar de graça com o Swiss Pass lá.

_

DSC03541
É muito comum ver Paragliding em Interlaken.
DSC03547
Passeio de charrete em Interlaken
DSC03548
A cidade de Interlaken com os Alpes ao fundo.

O meu palpite estava certo. A experiência que eu tive no Lago Thun é única, memorável, incrível, magnífica. Mas antes disso eu preciso falar sobre aonde deve ser pego o barco: em Unterseen.

# 133 Em Interlaken e Unterseen

Desci em Interlaken Ost (Leste), e mesmo estando com uma mochila enorme, fui a pé andando até Interlaken West (Oeste) e de lá até Unterseen, que é uma cidadezinha do lado, com menos de 6.000 habitantes. Pelo mapa você vê que a caminhada é rápida.

_

A caminhada também é prazerosa. Saindo da estação de Interlaken logo você chega ao Canal de onde zarpam os barcos, na boca do Rio Aare. Se você tiver tempo, como eu tive, afinal a viagem começaria em 1h30, daria uma voltinha por Unterseen e pelo rio. Como muitas cidades lacustres da Suíça, essa tem seu charme especial. Mesmo em um dia de inverno, a temperatura tava boa demais, o céu estava parcialmente claro e isso me ajudou muito quando entrei no barco a tirar milhares de fotos. Abaixo, fotos do lago Aare e de Unterseen.

 

DSC03578
Sim, eu gosto de tirar fotos de animais
DSC03586
Não falta fauna nos lagos da Suíça
DSC03592
Pato fotogênico. Patogênico.
A cidade de Unterseen
A cidade de Unterseen
Unterseen com os Alpes ao fundo.
Unterseen com os Alpes ao fundo.

_

# 134 – Cruzeiro no Lago Thun – o barco e o trajeto

 

Chegada a hora de partir para o quarto passeio de barco da minha viagem. Eu já tinha feito um no rio Tâmisa com um veículo anfíbio de guerra. Eu já tinha cruzado o canal entre a Inglaterra e a Holanda em um cruzeiro noturno, e também fiz um passeio no rio Sena.

Como eu disse, a aventura segue do Rio Aare, no Canal de Interlaken, em Unterseen. Como eu ia para a direção de Berna, a escolha mais óbvia era o Lago Thun. Mas do outro lado de Interlaken (e isso explica o nome da cidade de “Entre Lagos” em alemão) tem o lago Brienz, no qual também é possível navegar. Para quem vai para Lucerna ou Zurique, é uma boa pedida.

_

fahrplan-karte-gross
Mapa de viagem dos cruzeiros em Interlaken. Imagem: Bls.ch

Como eu também já disse acima, o cruzeiro aceita ao Swiss Pass para viajar de graça. Mas não quer dizer que a refeição também o seja. Dentro do barco há um restaurante com várias opções de menu, mas como eu já tinha comido algo e estava apertando os cintos, não tomei mais do que um café. Preferiria comer em algum restaurante interessante à noite em Berna também. Há dois ambientes, o externo e o interno, e dois andares, sendo que o de cima é um pouco mais chique.

Não dá para deixar de brincar com a própria “desgraça” – as minhas experiências na Suíça foram tão boas que as devo ter incorporado ao meu peso, e aqui nestas fotos eu estou um pouco mais inchado do que eu realmente sou. Tem coisas que a gente só repara muito tempo depois!

Bom, como você pode ver pelo mapa acima, a viagem começa em Unterseen/Interlaken e tem mais de 10 paradas nas cidades de beira do lago, cada uma com seu próprio charme. Pela quantidade de paradas, a viagem é um tanto lenta, extremamente calma, as águas do lago também, então você vai ter tempo de sobra para tirar quantas fotos quiser.

Quer mais informações? Veja no site deles a tabela de preços. Também existe um cruzeiro de degustação e um cruzeiro culinário =) E aqui, os horários de chegadas e partidas. Os dados estão todos em inglês.

_

# 135 Levantada a âncora, zarpamos – fotos.

A saída do Rio Aare para o Lago Thun começa com águas um pouco escuras, perto das montanhas:

DSC03602
Saída do rio Aare

 

Avançando um pouco mais já é possível divisar melhor os picos nevados e o belo azul brilhante do lago, que é enorme.

Lago Thun
Lago Thun
Paredão com casas na encosta da montanha.
Paredão com casas na encosta da montanha.
Cachoeira despencando no lago Thun
Cachoeira despencando no lago Thun
Eu depois de ter metabolizado as experiências positivas de toda a viagem.
Eu depois de ter metabolizado as experiências positivas de toda a viagem.

Conheci bastante gente nesse passeio de barco em especial alguns bros coreanos e indianos. Por sorte eles sabiam mininamente tirar fotos, o que já é um achado e sorte de mochileiro de qualquer viagem.

DSC_2257 (1024x576)
Tirando fotos com coreanos

 

O nome do barco em que viajei é MS Schilthorn.

DSC_2291 (1024x576)
MS Schilthorn

Conforme singravamos as águas, eu não imaginava que o Lago podia ficar ainda mais belo:

 

DSC_2287 (1024x576)
Foto tirada com o celular. Bão né?
DSC_2301 (1024x576)
Foto maravilhosa
Lake Thun
Minha foto favorita de toda a viagem.

E quanto às águas? Quem vê de longe imagina que são escuras. Muito pelo contrário, dá uma olhada na visibilidade:

DSC_2306 (1024x576)
Águas cristalinas do Lago Thun
DSC_2312 (1024x576)
Foto pensante

 

# 136 – Bônus – Vista do Castelo e o fim do cruzeiro

Um castelo à beira do Lago! Sim, em Oberhofen am Thunersee, uma das paradas, logo perto de Thun, existe um castelo, e o melhor de tudo, ele é visitável. Eu não pude visitar porque deveria ir para Berna naquele dia =/ e era o último passeio. Bom, talvez eu pudesse ser mais ousado e ficar lá. No fim eu dei um pouco de azar: Acabou tanto a bateria da minha máquina quanto a do meu celular, e foram as últimas fotos que eu tirei naquele dia.

Fica de dica e promessa para a minha próxima viagem!

Castelo Oberhofen
Já perto do final, o castelo Oberhofen

 

E aí, parti rumo à Berna, que é o último capítulo da minha viagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.