Nova York Básica – Uma exposição, um musical e uma visão

Continuando o roteiro de três dias em Nova York, tem três atrações essenciais pelas quais a cidade é bem conhecida: uma exposição, que pode ser um museu ou uma galeria, um musical da broadway e uma visão, ou seja, subir em algum mirante.

Nova York Básica – Uma exposição, um musical e uma visão.

Direto ao ponto, o que Nova York tem de interessante para fazer é visitar algum museu ou exposição, que pode ser o museu de ciência natural, o guggenheim ou o MoMa. Um musical: são vários para você escolher, e a Broadway tá logo ali. E uma visão, que costuma ser uma subida no mirante, por exemplo do Empire State.

Uma exposição: One World Trade Center

Escolhi o One World Trade Center pelo fato de ser uma novidade, ser próximo do Battery Park, onde eu passava naquele dia, e por eu conhecer a história dos ataques do 11 de setembro.

São duas construções, o Marco Zero, onde tem um “vazio” deixado pela torre Sul, e o One World Trade Center, uma torre construída no lugar da norte, e ainda maior do que a anterior. Quando eu fui, o mirante de lá ainda não estava aberto (a inauguração foi em maio de 2015.) Hoje você pode fazer os dois programas de uma só vez – a exposição e o mirante.

O Marco Zero:

DSC02452
Deixaram um vão no lugar da torre Sul. A Torre Norte reconstruída ainda maior.
DSC02454
A beleza lúgubre do World Trade Center

Peguei uma fila grande, até por que tem uma segurança considerável no lugar, e quando eu finalmente entrei, me toquei que estava nas galerias do prédio que tinha caído.

Entrar no lugar onde aconteceu o ataque terrorista dá um frio na espinha de qualquer um. A sensação é de surpresa pelo fato de que algo muito grande aconteceu ali. Uma surpresa um pouco triste mas ao mesmo tempo, otimista. Eles transformaram um fato horrível na história dos Estados Unidos em uma homenagem às vítimas, mais de 3.000, que faleceram no 11 de setembro.

Para se ter uma ideia, até hoje existem pessoas que não foram identificadas nos escombros. Um detalhe interessante é que eles acharam inclusive coisas dos séculos anteriores, como de 1800 e 1700, época em que Nova York era muito menor. Por que as escavações foram profunda, encontraram sapatos, roupas, cerâmica. E um barco. Encontraram um barco aterrado sob os escombros. Surpreendente né?

DSC02463
Parede deixada intacta como no dia da queda das torres
DSC02464
Uma das colunas de metal das torres, que conseguiu se sustentar apesar da queda das torres

 

Um musical: Rock of Ages

Escolher um musical é uma tarefa um tanto quanto difícil. São muitas opções de ótima qualidade, em geral mais de 10.

Uma coisa que eu acho que deve ser dita e que eu não tinha me tocado até lá: A Broadway é uma rua, e não uma casa de espetáculo. No Brasil se fala como se fosse um lugar, uma casa, mas na verdade, é uma rua, e não necessariamente as atrações – os musicais – ficam somente lá. Eles ficam em outras ruas próximas à Broadway também. Além disso, não é em toda a extensão da Broadway que nós encontramos teatros. Eles ficam mais ou menos entre as ruas 40 e 57, no setor chamado de Midtown. O mapa abaixo dá uma ideia de quais são:

Broadway-Theatre-New-York-City-Map
Mapa dos Musicais da Broadway

O que você precisa saber é o nome do seu Musical e o Teatro onde ele está. Aí só pegar o metrô, que tem várias estações perto. Se você quiser, pode até fazer como eu fiz: visitar o Rockefeller Centre e o Top of The Rock e já emendar um musical no mesmo dia.

Existem vários locais onde você pode comprar ingressos, inclusive, sites, lojas, hotéis e nas bilheterias. Mas o povo costuma comprar na TKTS, que oferece tickets com desconto, e tem em vários lugares de NY, como na Times Square (super cheia, muita fila), a do Pier 17, no sul de Manhattan, perto da Wall Street (mais tranquila) e outra no Brooklin, na Jay Street, perto do Hotel Marriot.

DSC02748
TKTS da Times Square. Lotada!

 O meu objetivo: assistir o musical do Homem-Aranha, que ganhou diversos prêmios desde a sua estreia. Infelizmente, em 2014 foi a última temporada em NY e eu não pude assistir. Mas ainda assim eu tinha muitas opções, como:

A Gentleman’s Guide to Life and Murder, Jersey Boys, Alladin, Carole King, Chicago, Hedwig and the Angry Inch (com Neil Patrick Harris, o Barney Stinson de How I Met your Mother), Kinky Boots, Les Miserables, Mamma Mia, o Rei Leão, Once, The Book of Mormon, o Fantasma da Opera e muitos outros.

Eu já conhecia poucos destes ai. E resolvi arriscar um novo. Um deles me chamou bastante a atenção – um musical com Rock e Anos 80. Eu gosto muito do Rock dessa época então fiquei de olho para comprar o ingresso. Deu certo. E não me arrependi. Gostei tanto, tanto que até hoje ouço algumas músicas.

rock-of-ages-22
Rock of Ages. Foto: divulgação.

O nome é Rock of Ages e fica no Helen Hayes Theatre. Eles cantam e tocam músicas do Mr. Big, Journey, Bon Jovi, Warrant, Motley Crue, Poison, Extreme e outras bandas. Com muita, mais muita qualidade. E tem história também, muito interessante. O Musical é fodástico. O filme nem tanto.

Chamam a atenção: as músicas escolhidas, os medleys (mistura de músicas), o figurino e a cenografia.

É interessante notar que nessa época o Rock ainda era bastante popular nos Estados Unidos, com milhares de banda fazendo sucesso mundo afora. O musical traz um pouco dessa época de nostalgia e realmente nos faz sentir nos anos 80. Com todo respeito, é uma pena que hoje só pense em Rap nos Estados Unidos e Sertanejo no Brasil.  O Rock já não faz mais tanto sucesso.

Não posso deixar de falar: O nível de inglês e piadas que só os americanos entendem neste musical e em muitos outros é avançadíssimo. Eu sou fluente na língua e tive bastante dificuldade para entender uma parte do roteiro, por que eles falam muito rápido e com gírias dos anos 80 também. Por isso eu pretendo um dia assistir de novo e entender mais coisas.

Uma vista: O Top of the Rock.

O Top of the Rock é um observatório no topo do prédio Rockefeller Centre. Daí o nome. Não é difícil chegar lá. E eu recomendo muito a visita. Ele tem uma fila mas não chega a ser tão grande quanto a do Empire State. Além disso, tem um Shopping no piso térreo com várias lojas, inclusive a Ben & Jerry, sorveteria incrível, e barata.

A entrada do Rockefeller é bem simpática:

DSC02664
Fonte na entrada do Rockefeller
DSC02667
O Deck de Observação tem uma entrada específica.
DSC02746
Prédio da Radio City no Rockefeller. Não podia deixar passar a presença do Rei Roberto Carlos

Uma vista fodástica da cidade. O Deck de observação fica a 70 andares do chão. Visão de 360º totalmente privilegiada. Podemos ver toda a cidade de Nova York, inclusive as pontes para o continente e o Central Park destoando da floresta de concreto.

 

DSC02686
Vista de NY no Top of The Rock
DSC02689
Eu no Top of the Rock
DSC02731
O Central Park destoa da selva de pedra.

 

 

É isso aí gente! Esse é o último post com as minhas visitas à NY. Eu ainda vou fazer mais um com um roteiro básico para três dias! Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.