O Brasil é uma ilha

Estou fora do país de uma forma definitiva, e cada vez mais eu convenço: para o bem e para o mal, o brasil ainda é um lugar bastante isolado do mundo. Nós conhecemos muito pouco dos outros lugares e eles de nós. Nós vivemos em uma grande e afastada ilha.

O Brasil é uma grande e enorme ilha

obrasileumailha

 

Cheguei em um dia de outono bem frioso ao Chile. Era feriado de Corpus Christi. Passei por uma loja de tapas e logo me reconheceram como brasileiro. O chileno estava ouvindo Amado Batista no computador. Fiquei impressionado. Eu não conhecia nada de música Chilena. E também não conheço nada de Amado Batista. Mas a música chilena? Infelizmente isso não é divulgado no Brasil.

Em menos de alguns dias eu ouvi os chilenos falarem sobre o Corinthians, o São Paulo, Flamengo, Sport Recife, Goiás. Não foram poucas vezes que eu ouvi “Ai se eu te pego” tocando. Fui num karaoke e um inglês estava cantando esta música. Depois me perguntaram dos Racionais, o por que de não terem lançado mais álbuns. Eu conheço muito menos Racionais que o chileno. E ainda ouvi sertanejo e Capital Inicial.

Na Argentina, as torcidas dos times de futebol costumam cantar Ilariê. Já se você perguntar para os brasileiros onde fica Buenos Aires, capaz que boa parte não saiba que é uma cidade. Muito menos alguém vai dizer que conhece algo da Argentina a título de música, o que ultrapasse o Tango, por exemplo. Claro que existem exceções, mas estou falando de um grande sentimento que eu tinha no Brasil, e agora confirmado: nós brasileiros vivemos em um grande e afastada ilha.

Todas as vezes em que eu viajei, eu me dei conta de o quão estamos ilhados. Podemos estar perto de muitas tecnologias e ter coisas de ponta. Mas o jeitinho brasileiro é único. Não há lugar igual à terrinha, para o bem e para o mal.

O Brasil tem urbanização, mas não tem organização urbana. Em grande parte das cidades as empreiteiras constroem como querem. Em outros países desenvolvidos do mundo, vige uma regra que é oriunda dos Romanos – não se atrapalha o sol dos outros. E assim muitos arranha-céus tem tamanho limitado.

O Brasil só conhece cultura e música pop americana e britânica (e um pouquinho da japonesa). Ninguém sabe muito do que está acontecendo nos nossos vizinhos hermanos e andinos. Até mesmo na Europa.  Quiçá na África.

O Brasil tem corrupção e todo mundo acha que só aqui no Brasil que tem. Aqui é a nossa própria crença que nos torna uma ilha. Quando é para sermos parecidos, somos diferentes. Quando devemos ser diferentes, somos parecidos. Todos os países tem corrupção e não necessariamente ela é menor do que no Brasil. A diferença é que agora no Brasil, nós estamos retirando a cobra da sua toca e vendo que ela é maior ainda do que se imaginava. Mas nós estamos investigando, uma cousa boa, algo que os países desenvolvidos fazem há muito mais tempo.

Na hora de viajar, o Brasileiro só conhece alguns lugares, aqueles que eu destaquei no mapa.

América do Sul? É Buenos Aires. E um pouco de Bariloche para quem tem grana. Mas é uma outra ilha, não é grudada em nós por que não sabemos nada de lá. E tem o Paraguai também, que é um pouco mais perto. Uma ilha aonde o Brasileiro deve achar que a muamba cresce em árvores.

As outras ilhas são mais conhecidas. Fora da América do Sul, ou é Estados Unidos, ou Paris ou Londres. Vejam que outras cidades da França e da Inglaterra não são muito consideradas. Pudera, a mídia nos bombardeia com fotos destas cidades. E os States são a menina dos nosso olhos. É de lá que vem a cultura que a gente costuma consumir. Mas a gente só conhece Nova York e uma pequena parte da Flórida. Pouca gente sabe onde é Everglades e o que é. Aqui só se fala de Disney e parques de diversões. Estátua da Liberdade. Alguém sabe onde fica Yosemite?

island

Os problemas demoram a chegar aqui, mas chegam. A crise demorou a se instalar, mas veio com tudo. As coisas boas e as coisas ruins demandam um grande tempo a vir aqui.

Ao menos os terroristas e fanáticos ainda não descobriram o Brasil. E estamos muito distantes de terremotos, tsunamis e furacões. Vulcões? Longe. Ser uma ilha tem seu lado bom. Tem coisas que só crescem e acontecem aqui. O açaí, por exemplo.

E mais do que nunca, o Brasileiro acha que só existem problemas no seu país e que em todos os outros desenvolvidos, a vida é fácil. Não é bem assim. Como eu disse, corrupção e problemas de infraestrutura, inflação, governança, eles são problemas gerais do mundo. O Brasil passa por uma fase e muito dela é em decorrência de seu histórico colonial. Mas não somos e não enfrentamos problemas tão diferentes assim de outros países.

O Brasil também é uma ilha cultural. Apesar do grande influxo de cultura americana, no que toca ao resto do mundo nós não conhecemos quase nada e pouco nos esforçamos para compreender. Mas é claro, somos um país tão grande, continental, que realmente nós nos focamos muito no que nós mesmos produzimos.

O Brasil também é uma ilha turística que não é voltada para o turismo. Apesar de termos alguns dos mais belos cartões postais do mundo, se o estrangeiro vem para a terrinha, é como se ele tivesse que ir a uma ilha muito distante: tudo é distante por que faltam informações. Pouca gente fala inglês. Existem poucos órgãos de turismo organizados. Até há dois anos atrás, o metrô de São Paulo não dava informações em inglês. Foi só na Copa que isso começou a a acontecer. Aliás, apesar de vivermos cercados por países que falam espanhol, essa língua não é estimulada para o aprendizado. Os Estados Unidos incentivam muito mais.

Vivemos tão perto de nossos problemas e culturas que as vezes esquecemos de olhar para os nossos vizinhos e para o mundo ao redor. O Brasil está perto de muita coisa, mas a nossa cabeça está longe. Na nossa cabeça, o Brasil é uma ilha.

9 thoughts on “O Brasil é uma ilha

  1. Falou e disse. Vejo isso constantemente. No meu novo emprego, dos 42 contratados, apenas eu falo inglês (e um pouco de espanhol) e sei um pouco da cultura do exterior, isso porquê sempre fui atrás das informações. Na faculdade era a mesma coisa, no CEFET também, até na academia, onde supostamente só tem “elite”, as pessoas são bem ignorantes no que tange a cultura (inclusive do próprio estado).

    1. Exato! E muita gente diz que em todos os países é assim… Quando na verdade não é tanto. Os Eua tem a cultura interligada com a canadense e a mexicana, os chineses com o Japão, Coreia e Vice-Versa

  2. Sorry My friend, but….
    Muitas das coisas que falas refletem o interesse individual, ou seja, as pessoas buscam o que lhes interessa.
    Você busca interesses seus, pessoais.
    Posso estar enganado e a intenção não é criticar, mas me colocar no status de uma opinião neutra.
    Moro na Califórnia e busco aqui interesses meus, logo, é natural isso em nós.
    Não enxergo o Brasil como uma ilha, o enxergo como um país que não se respeita e é natural buscarmos exemplos, logo … os EUA são indiscutivelmente uma cultura a se espelhar ! Tenho amigos Brasileiros que moram na Argentina por exemplo, e amam o Brasil, mas são conhecedores dos emaranhados políticos, econômicos e legislativos que maltratam a nós meros mortais.
    Tks pela reflexão !

    1. Opa, eu não deixo de gostar do Brasil!

      Só noto que a mídia, e o próprio brasileiro acompanha, acaba por nos excluir da América Latina e do mundo em geral!

  3. Muito bom o texto. Mas isso acontece em vários países de tamanhos continentais. Na Rússia e China eles também não tem a mínima ideia que existem outros países no mundo. Já na Europa se você anda 100 Km muda de país e assim as pessoas são estimuladas a aprender um pouco sobre o vizinho

    1. Sim sim! Mas ainda acho que eles sabem um pouco mais sobre o que acontece e consomem cultura dos outros

      Na China, Coreia e Japão eles sabem bastante sobre a vida e a cultura de cada um

      1. Ola valeu pela resposta. Coreia e Japão são países bem pequenos como havia mencionado. Já a experiência que tive na China é que eles falam menos inglês que os brasileiros e o chinês normal (que não trabalha com turismo) nem sabe que existe algo além da China.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.