Costumes europeus – Mercados de Natal

Em dezembro, em muitas cidades europeias, especialmente aquelas com cultura germânica, ocorrem por aí diversos mercados de natal, o que torna essa época do ano ainda mais especial, e obviamente, engordativa.

Costumes Europeus – Mercados de Natal

ChristmasMarketJena

Os mercados de natal são mais comuns nas cidades Alemãs, como Munique, Hamburgo, Berlim e Frankfurt, onde é conhecido como Weihnachtsmarkt. Mas devido à intensa influência nas áreas ao redor, ele também é celebrado em muitas cidades da Áustria e Suíça e algumas regiões da França, onde é conhecido como Marché de Noël. É difícil falar de ‘um’ mercado de natal, porque na verdade as cidades tem mais de um. Por exemplo, as cidades alemãs costumam ter mercados em diversas localidades como no centro e ao redor das estações de trem mais movimentadas, e também no interior.

Genebra, onde eu moro agora, embora tenha uma tradição mais francesa do que Alemã, também não escapa e tem alguns “Marchés de Noël” espalhados pela cidade e outras comunas próximas.

História

Os mercados de natal datam do fim da alta idade média, já próximo ao Renascimento, isto é, séculos XV e XVI. Em algumas cidades que hoje fazem parte da Alemanha, mas antes eram comunas do Sacro Império Romano Germânico. Os mercados começaram como um costume derivado das feiras europeias, que eram utilizadas para troca e venda de todos os tipos de mercadorias como vestuário, higiene, saúde e comida. Porém, devido à época de realização do Mercado de Natal ser no início inverno, obviamente os produtos oferecidos tinham e tem como diferencial serem feitos para aguentar o frio.

Dizem que Vienna, hoje na Áustria, foi uma das primeiras cidades com este tipo de mercado invernal, datando de 1294. Depois disso, várias localidades foram expandindo as suas feiras natalinas, que passaram a ser conhecidas em toda a Europa também. Hoje, em cidades como Dresden e Nuremberg, os mercados de Natal atraem mais de 5 milhões de pessoas.

Atrações

O que tem de mais especial nos mercados são:

  • Artesanato, especialmente relacionado ao natal. Foram alguns dos primeiros itens a serem vendidos na idade média. São cestas, brinquedos, entalhes.
  • Roupas de inverno como toucas, moletoms, luvas (eu por exemplo comprei dois pares porque tinha mania de perder) e cachecóis.
  • Espécie de amêndoas torradas e doces relacionados. Macadâmia, Avelã, Nozes. Marzipãn.
  • Bolos natalianos e outros doces, como o pão de mel (conhecido como gingerbread).
  • Salsichas e carne conservada. Especialmente bratwurst e outras salsichas alemãs, que eu recomendo muito.
  • E por último, mas não menos importante, as bebidas quentes como o Mülled Wine e o Punsch.

 

Mülled Wine/Glühwein e Punsch

6582898531_a2a6a06916_o

O Mülled Wine ou Glühwein nada mais é do que a versão original do nosso quentão, feita com vinho quente enriquecido de especiarias como canela. Mas ele é menos forte que o nosso quentão. É com certeza o grande chamariz de todos os mercados de natal. Se você vai às atrações, precisa provar isso, não só por que é bom, mas por que tem outras variedades, e pode acreditar, faz frio a beça. Eu provei muito quentão em Frankfurt, quando a temperatura batia nos -2º C em dezembro.

O Punsch é a forma alemã do Ponche e é formada de vinho ou licor quente com especiarias e alguma fruta. Também é uma das maiores pedidas dos alemães, especialmente o Eierpunsch, que leva ovo na receita, e por mais estranho que pareça, é muito bom, ou o Feuerzangenbowle (copo com línguas de fogo), que mistura vinho em temperatura ambiente, rum em flamas e uma pedra de açúcar.

Outras atrações:

Os mercados de natal também costumam incluir jogos de vários tipos como arco e flecha, pesca, machado, tiro e outros. Alguns também oferecem um rinque de patinação e outros, um enorme parque de diversões.

Minhas experiências:

Winter Wonderland (Londres)

DSC_0265 (576x1024)
Salmão grelhado na madeira em Londres

Meu primeiro contato com os Mercados de Natal foi na Winter Wonderland em Londres, no Hyde Park, que é feito a partir do modelo bávaro (Alemanha), e é simplesmente enorme. Eu gostei tanto que acabei indo duas vezes nos meus 6 dias em Londres, especialmente para comer rs.

DSC_0192 (1024x576)
Rinque de Patinação
DSC_0199 (576x1024)
Estátuas de gelo

O WW conta com um parque de diversões enorme e uma gama enorme de brinquedos e brincadeiras para todas as idades, inclusive um museu de gelo. A estrutura é impressionante – basicamente é um grande shopping. As barracas de comida tem uma variedade incrível de alimentos e bebidas, a maioria alemã. Destaque para o Salmão assado na madeira, o ponche e os hamburgueres de animais selvagens.

Hannover

DSC_0673 (1024x768)

Hannover foi um dos mais interessantes para mim, por que: foi o primeiro mercado realmente alemão que eu conheci, e segundo, por que parecia mais confortável, mais ‘natural’ que o londrino. Por que o de Londres é interessantíssimo mas é quase um shopping. Hannover é uma cidade muito menor e por isso eu gostei mais desse mercado que me pareceu mais ‘verdadeiro’, embora não deixe de ter um tom bem comercial.

Em resumo, foi um mercado recheado a muito Glühwein, Bratwurst, cerveja, e jogos. Enquanto o meu amigo Rafael se focou no Arco e Flecha, eu testei as minhas habilidades com um machado e descobri que sou um axeman nato.

DSC_0696 (576x1024)
Ursos não são páreo – direto no corassaum
DSC_0697 (576x1024)
O machado é pequeno mas o coração é grande e o estômago maior.

 Frankfurt:

DSC_1015 (1024x576)

O mercado de Frankfurt é mais focado nas barracas do que nos brinquedos, mas não deixa de ser interessante. Foi lá que eu provei o ponch das línguas de fogo:

DSC_1114 (1024x576)

feuer

O Schnitzel com paprika também é muito bom. Em bom português, empanado de porco com páprica.

Genebra

DSC_0004

Genebra é a minha cidade atual, e o mercado de Natal do centro da cidade é tímido, bem tímido. Tem algumas poucas barracas, menos de 15, mas é claro que não podia deixar de ter o Vinho quente! O que mais chama a atenção é a iluminação, e nesse sentido, mesmo sendo pequeno, ele chama muita atenção. Para quem mora ou vai visitar a cidade, ele fica em frente a estação Gare Cornavin!

Existem outros mercados como o de Meyrin e o de Carouge, e quando eu os visitar eu atualizo este post.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.