Aos 25: É hora de começar a seguir os seus sonhos

Anotamos a data de quando ficamos adultos, quando cruzamos a adolescência, quando achamos devemos nos casar, quando achamos que velhos ficamos. Mas e os sonhos, e os nossos mais sagrados planos, quando devemos segui-los?

Aos 25: É hora de começar a seguir os seus sonhos

25 Years - ra

Seguir os seus sonhos.Transformar projetos em realidade.

Há uma idade matematicamente correta para tanto? Não, óbvio, não. É uma realização da vida toda, ao menos enquanto conscientes estamos.

De fato, não há uma posição exata da sol em nossas vidas para seguir os nossos sonhos, mas eu tenho um palpite, um longínquo e remoto palpite, que me sinto bem em compartilhar: aos 25, comece a seguir os seus sonhos. Se você já passou dos 25, comece agora. Senão, você ainda tem tempo para se preparar melhor e arriscar.

Antes, talvez não saibamos muito bem o que queremos, ou ainda não estamos de todo prontos. Depois? Bom, depois sempre é hora para começar. Somos viajantes do tempo rumo ao futuro – mas as variáveis mudam bastante.

Quanto a mim? Eu comecei com 30, de fato, mas acreditei que aos 25 seguia a minha linha verdadeira. Cumpri outros sonhos, só para descobrir os principais por baixo da pilha de memórias.

O que você quer da vida?

Antonio_de_Pereda_-_El_sueño_del_caballero_-_Google_Art_Project

Taí uma pergunta de um milhão de dólares. Você se lembra quando era criança, lá pelos seus cinco, seis, sete anos, e achava que os adultos sabiam de tudo? E hoje é claro que você se deu conta, na verdade, do contrário – nós não sabemos de nada. E mesmo se perguntar para muitos adultos com mais de 30, 40 e 50 – o que você quer da vida? Eles não saberão responder exatamente, ou responderão, saúde, dinheiro, amor, e outros conjuntos abstratos. Mas nem todos responderão a pergunta de um milhão de dólares.

A questão é que, quanto mais novos nós somos, mais nós achamos que sabemos muita coisa, e conforme o tempo passa, descobrimos que não é assim. Muitas vezes nós achamos que sabemos exatamente o que queremos e aí vem uma guinada na vida e, pá – não era aquilo que você queria mesmo. Não quer dizer que você não possa seguir o sonho de ser um tenista profissional que você tem desde os 15, mas que simplesmente a gente sabe muito menos sobre a gente lá pelos 20 e poucos anos.

A diferença que faz a idade pesar no meu raciocínio é baseada em dois conhecimentos que, em geral, as pessoas com mais de 25 tem: (1) eles se conhecem um pouco mais e (2) elas já sabem desenhar com traços fortes o que não querem. Saber o que não quer é extremamente importante por que as sensações negativas são muito mais fáceis de reconhecer que as positivas, e normalmente mais espontâneas.

Normalmente, com 25, uma pessoa já está se formando na Universidade ou está no meio dela, já trabalha ou trabalhou alguns anos e já teve a sua dose de pastagem na vida. Ainda mais no Brasil, que faz com que nós nos tornemos guerreiros desde cedo. Você já deve ter levado broncas sem razão do seu chefe, dado e tomado foras muito loucos, quebrou o seu coração, se apaixonou perdidamente, acreditou que era eterno, e varou várias noites em claro, seja festejando, trabalhando, sofrendo ou pensando na vida. Pensando na vida.

Além do mais, você não quer mais simplesmente seguir o que os outros jovens fazem simplesmente porque todo mundo está fazendo aquilo. Você começa a valorizar o seu tempo, por que sabe – faltam apenas 5 anos para cruzar os 30. E esse é um pensamento importante. A gente de alguma forma se sente jovem com 25 e imagina que esses 5 anos serão eternos. Na verdade eles passam muito rápido. E por incrível que pareça, eu me sinto mais jovem agora com 30 que com 25, por exemplo. Mas isso é uma outra perna do Saci.

Então, com 25, é provável que você tenha uma pequena ideia do que você gosta e quer fazer. Mesmo que não saiba exatamente o que é, e mesmo que só venha a descobrir depois, é certo que você já pode começar. O tempo passa muito rápido amigo – quantas vezes nós não passamos o final de semana inteiro em frente a TV e ao computador, só assistindo séries e descansando? Pode parecer pouco na hora mas acumulando durante um ano, pode dar até um mês. 1/12 do seu ano, em que você passa 1/3 dormindo e mais 1/3 trabalhando.

Por que não depois?

_DSC2371menor

Olha, a gente não é leite para ter prazo. É certo que obviamente, a saúde influencia e muito, e é essa a razão de eu colocar 25 anos como um bom ponto de partida. Mas nada te impede de começar muitas coisas com 35, 45, 60 anos. É necessário adaptar os seus sonhos, e é capaz que você também esteja em melhores condições financeiras e de teimosia para fazê-lo. A disposição, porém, muda bastante e tem que ser trabalhada com delicadeza. Com 25 anos pra cima a gente já está cansado de muita coisa e recomeçar é mais complicado.

Repetindo: 25 é um bom ponto de partida, mas de forma alguma significa uma corrida. Você não precisa se sentir mal por que começou a seguir os seus sonhos depois. A fase de descobrir eles é importante demais para ser levada como uma tarefa cronometrada.

Eu comecei com 30, mas desejava ter começado com 25. Eu já tinha ideia do que eu queria, mas eu estava passando por uma fase importante de autodescoberta e colhendo outros frutos. Na verdade, aplica-se à mim aquilo que eu falei acima – eu achava que eu sabia o que queria. Estabilidade. Estava cansado de pastar em empregos ruins que pagavam pouco, passei por um ou dois chefes malignos, namorada péssima, então eu queria fazer a minha vida de um jeito em que eu tivesse um emprego estável e que pagasse bem e uma pessoa estável comigo. Foi importante por que era o meu sonho passar em um concurso e eu fiz isso exatamente com 25. Mas aí depois eu comecei a redescobrir os meus verdadeiros sonhos e eu vou contar um pouco disso.

Descobrindo os seus sonhos

dali

Talvez seja apropriado dizer que essa é uma tarefa da vida toda, o que relativiza também os 25 anos. A questão é que essa idade você tem energia, disposição e sabedoria para pelo menos dar um grande empurrão nas suas ideias mirabolantes.

A descoberta dos sonhos, porém, não é fácil e nem algo que deve ser forçado. Até por que descobrir é normalmente algo que você dá uma topada, e as vezes é com o dedinho do pé na quina justo quando você está usando chinelo de dedo.

Acredito dizer que uma das respostas dos seus sonhos esteja naquilo que você mais gostava de pensar e criar quando era criança, por que os seus pensamentos eram honestos com você e em geral você estava, as vezes literalmente, cagando e andando para o que estava em sua volta quando você estava envolvido no seu mundinho. E é essa uma das sensações mais interessantes de se recriar.

Talvez ou não, eu queira dizer que os sonhos que queremos perseguir são daqueles que nos fazem relembrar a sensação de ser criança conhecendo um mundo novo. Mas até você saber o que isso quer dizer, há muita tentativa e erro. Há dias em que você se pergunta se é isso mesmo que você quer. E há dias em que mesmo sabendo dos seus sonhos você duvida deles.

Eu tenho/tinha dois grandes sonhos: um deles era morar fora do Brasil, mas esse eu descobri mais tarde, com 25 anos. Na verdade eu me toquei porque adorava abrir a enciclopédia em uma época em que ainda não havia internet, e ler artigos sobre os países. Por exemplo, da Eslovênia, país onde eu estava até há dois dias atrás.

Outro era e é me tornar escritor, algo que estou começando a fazer. E o terceiro é mudar o mundo, mas esse vai dar muito trabalho.

E os seus?

4 thoughts on “Aos 25: É hora de começar a seguir os seus sonhos

  1. legal mano muito da hora, seus textos fazem as pessoas verem e pensaren as situacoes por outros angulos..un forte abraco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.