Como são os relacionamentos na Europa?

Vou falar de um detalhe interessante aqui da Europa. Já adianto que é mais um ponto de vista pessoal do que uma pesquisa inteira sobre o tema. Como é a questão do relacionamento em terras Europeias?

Como são os relacionamentos na Europa?

De volta postando no blog depois de quase três meses – a vida tava louca: juntando faculdade e um cargo que eu tenho como presidente da associação dos Estudantes, faltou tempo!

Iguais aos nossos! Nem precisa mais ler o post, né? Bom, peraí… eu posso dizer que tem algumas diferenças. Relacionamentos com Europeias? Nenhum! Tive chance sim. Não quis. Falo mais como um observador. Mas conto aqui algumas das minhas experiências e testemunhos.

Quais as diferenças com relação ao Brasil?

A impressão que eu tenho é que no Brasil as etapas são todas certas: as pessoas começam com um rolo/ficar, e depois namoram e eventualmente engatam casamento. Na primeira etapa as pessoas se chamam ficante, mas de forma alguma namorado. Apesar de não ser um namoro sério, existe uma expectativa de fidelidade, a não ser que as pessoas falem que podem ficar com outras pessoas. Mesmo se alguém fique com outro alguém, o ficante não vai gostar.

Na Europa, não existe essa de ficar. Você está ‘dating’ uma pessoa, isso quer dizer ‘saindo’ com alguém, e o espectro do relacionamento vai depender muito mais da relação de vocês do que do nome. Quando você está saindo com alguém, não existe uma grande expectativa de fidelidade – não é que nem o ficar do Brasileiro. Você pode estar saindo com várias pessoas ou apenas uma, e poucos vão ficar chateados. A história de ligar no dia seguinte não é tão necessária. Por que sair com alguém é um date e você pode ter um ou vários.

No Brasil as pessoas não namoram tanto. Elas tem vários namoricos ou rolos mais duradouros – quando as pessoas vão ficando, ficando, ficando, mas não avança para namorar. No Brasil namorar é coisa sério, e casar é mais ainda. No Brasil sinto que as pessoas tem dois pés atrás pra se casarem.

Na Europa existe uma grande diferença entre o dating e ser namorado de alguém. Mas as pessoas namoram muito mais. Não tem essa de sair para ficar com vários – lá eles se dedicam mais tempo a uma só pessoa. Mesmo que o namoro não dure, eles se tratam como namorados. É comum ver pessoas de 20, 21 anos namorando, muito mais comum do que no Brasil. No Brasil a impressão que eu tenho é que com essa idade as pessoas querem mais é aproveitar a juventude ao invés de amarrar o burro.

Na Europa casar não é uma coisa tão especial assim – o Brasil está ficando dessa forma. No Brasil o casamento é uma festança e em geral as pessoas gastam uma dinheirama com isso, as vezes até o que eles não tem. Na Europa os casamentos são mais simples e menos rebuscados, apesar do valor aquisitivo maior.

Isso quer dizer que o Brasil é pior? Não! A única coisa que eu não gosto é a cultura da micaretagem brasileira – as pessoas sairem pra pegar / ficar com várias pessoas no mesmo evento. Não que isso não aconteça na Europa, até acontece, mas em menor grau e quando as pessoas são bem mais novas.

Outras características

Bom, pelo fato de que a Europa inteira é um pouco maior do que o Brasil, da mesma forma como a gente namora ou casa com mineiros, paranaenses, cearenses, amazoninos, acreanos, goianos, na Europa não é incomum que pessoas de nacionalidades diferentes namorem e se casem. Eu por exemplo tenho uma amiga alemã que namora um Italiano. Um Italiano que namora uma francesa. Um suíço que namora uma brasileira. A diferença, claro, é que isso não se aplica somente ao território europeu, já que a circulação de estrangeiros é bem maior do que aqui.

Minha amiga Hanya é alemã, mas a origem dela é taiwanesa, e ela namora um americano. Minha amiga Andrea é britânica de origem chinesa e ela namora um britânico de origem romena. Minha amiga Hao é chinesa e acabou de casar com um espanhol. Meu amigo Adrian é Costa-Riquenho e namora uma Espanhola.

Normalmente estes casais implicam diferenças culturais mas isso parece ser o de menos. Eu por exemplo estou saindo com uma indonésia e tem algumas diferenças interessantes. Quem sabe mais pra frente eu conto delas!

Minhas experiências? Bom pra começar eu tenho que dizer que desde que eu estive em Genebra eu não tive interesse em sair com ninguém no período de um ano. Eu já expliquei aqui em outro post que eu passei por problemas de depressão e ansiedade, e isso não me animava a chamar ninguém pra sair. Tentei sim usar o tinder mas na Suíça foi uma merda hahha. A questão é que se eu não me sinto bem consigo mesmo, não consigo dar atenção para outra pessoa, então resolvi me equilibrar.

Depois de um ano eu resolvi que era hora de tentar e tive algumas experiências decepcionantes. Eu era interessado em uma italiana que não é do meu curso. Mas descobri que ela é super egoísta. Do tipo que só fala com as pessoas se precisar delas. Mas o que me fez desistir dela? Flatulência. Vocês não sabem o quão terrível é descobrir que aquela menina com cara de anjo pode soltar um nuvem de gás que cheira a abutres esfomeados. O cheiro era horrível. horrível.

Outra mina.  Foi o preconceito e a falta de cultura por parte dela. Eu peguei e falei que as vezes acordava meio-dia (efeito colateral do remédio que tomava a época). Isso nas férias. E eis que ela me volta: ah, eu sei por quê, é por que você é brasileiro. Fiquei atônito e curioso, de uma forma negativa. Perguntei: ué, o que tem a ver ser brasileiro e acordar meia-dia. E não é que ela me pega e diz: ah, você sabe, os brasileiros são preguiçosos. Ela ainda tentou consertar, diante da minha cara de surpresa e desânimo, falando que é isso que as pessoas dizem, não o que ela acha. Sabe o que é mais engraçado? Uma moça de 25 anos que não sabe cozinhar e leva a roupa dela todo final de semana para a mãe levar, falar que os brasileiros são preguiçosos. Só sei que fiz o certo em desistir.

Hoje? Hoje estou bem. Não tenho pressa, não tenho necessidade de estar em uma relação pra ficar feliz. Mas estou quase em uma! Conto mais novidades no futuro.

One thought on “Como são os relacionamentos na Europa?

  1. Boa tarde Andre. Adorei sua postagem! kkkkkkk….. Realmente essas europeias não estão com nada. Vc é um gato, não sei como ainda está sozinho. Arranja uma brasileira e vai curtir a vida colega. Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.