O trem do chocolate na Suíça

Se existe uma viagem em que você pode ver tudo o que normalmente a gente imagina na Suíça, essa viagem é a do trem do chocolate, que vai de Montreux, passa por Gruyères e termina em Broc, na fábrica da Nestlé.

 

O trem do chocolate na Suíça

Foi meio sem querer. Meio? Totalmente sem querer pra falar a verdade. Na verdade querer eu queria, mas eu não me toquei que estava indo pra lá. Desde que eu fiquei sabendo, era um dos meus lugares favoritos, top 10 de coisas que eu ainda precisava fazer na Suíça. Mas a minha programação era totalmente diferente, e foi por acaso que eu acabei indo pelo caminho de Montreux para Gruyères.

De Genebra para Gruyères existem dois caminhos, um mais longo e outro mais longo. A mais rápida é a que passa por Fribourg. A segunda, mais longa e que passa por uma série de montes e montanhas suíças, vendo casinhas, fazendas, vacas, vinhedos e outros, é mais bela. Ela passa por Montbovon, por Gruyères e termina em Broc. Eu recomendo passar em Gruyères por que foi pra lá que eu fui.

Vacas no pasto – uma vista comum

Qual a diferença deste caminho para o outro? Bom, estamos falando de passagens de trem. E este trem dá voltas e voltas em tudo e a gente pode acompanhar tudo aquilo que nós em geral vemos como símbolos da Suíça, queijarias, chocolate, vacas, montanhas, flores, picos nevados, tudo dentro de um vagão com janelas enormes.

Além disso, dentro do trem você pode pedir chocolate, café, cappucino, queijo, almoço.. Por que o passeio dura bastante, então dá fome mesmo.

Foto: Divulgação

 

A melhor época pra ir? Acredito que seja na primavera, quando os campos começam a florescer e a paisagem muda pra um verde e colorido encantador. Mas talvez seja belo também no inverno, já que a região, por ser alta, tem partes cobertas de neve. Aliás, quando eu fui, no começo da primavera, ainda tinha neve em algumas regiões, e flores em outras. Essa Suíça….

Foto: Divulgação – goldenpass.ch

Como chegar? Você tem que partir ou de Broc ou de Montreux. De Montreux é bem mais fácil. Aliás, você pode usar o seu Swiss Pass nele, ou se você mora na Suíça (que é o meu caso), você pode comprar o bilhete vale-tudo de um dia, e foi assim que eu fui.

O melhor de tudo é quando o trem ainda está passando por Montreux. Lá você tem uma visão privilegiada da Riviera, que pra mim é um dos lugares mais bonitos do mundo: você vê o lago como um enorme corpo d’água, e ao fundo, os alpes suíços, alguns cobertos por uma fina neblina, e tudo de uma forma muito harmônica.

Se você parar em Gruyère (o que recomendo), passe na queijaria que fica logo em frente à estação. Mas isso é assunto pra outro post =)

2 thoughts on “O trem do chocolate na Suíça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.