Morar no exterior não vai resolver todos os seus problemas

De quem está na Europa: vale a pena morar no exterior, mas isso não vai resolver todos os seus problemas. Tenho várias pessoas que me contatam todos os dias falando o quão ruim está no Brasil e que querem vir para cá mudar de vida. Tenho notícias boas e ruins para vocês.

Morar no exterior não vai resolver todos os seus problemas – meu relato

Antes de mais nada eu quero dizer que esse post não tem nenhum intuito de desanimar as pessoas que querem sair do Brasil para uma vida melhor. Se quer sair, saia, venha. Eu digo e sou prova de que vale a pena. No geral, para mim, tem sido uma boa experiência, mas cheia de contratempos. Estou feliz hoje, mas de forma alguma a minha vida tem sido fácil.

É isso que eu quero falar: se você vier pro exterior, não espere ter vida fácil.

Todos os dias eu recebo mensagens de pessoas falando que querem ir para a Suíça. De certa forma eu entendo essas pessoas. A vida no exterior é rodeada de um certo glamour e a impressão de que aqui é tudo fácil e quem quiser conseguir, consegue. Como se não houvessem obstáculos.

Quem quiser conseguir consegue? Não é bem assim. É bem mais trabalhoso do que pegar um avião. Pastar e aceitar uma condição inferior à que tinha no Brasil são quase que pré-requisitos.

O problema esse: imaginar que não há obstáculos ou que o simples ato de mudar de país vai ser fácil. Não é fácil mudar de país, mesmo que você tenha cidadania. Toda a burocracia vai demorar pelo menos dois meses. Além de encontrar um trabalho, um lugar pra morar. Tirar seguro de saúde é obrigatório em muitos países. E nada disso é garantido. Podem simplesmente negar ou nunca te contratar. Aconteceu comigo.

Mudar de país, para mim, é como se fosse um trabalho. Você tem que se preparar pelo menos algumas horas por semana para ver toda a documentação antes, durante e… especialmente depois. A quantidade de burocracia e papelada que eu tive que lidar depois que eu mudei para a Suíça foi muito maior do que a anterior. E muito maior do que a eu esperava.

Mais uma vez: valeu a pena? Valeu.

O que eu quero passar para vocês é a real. Aqui na Suíça eu e muitos brasileiros passamos muitas dificuldades, e muitas dessas dificuldades foram maiores do que as que eu passei no Brasil durante algum tempo. Porém, elas são temporárias. Mesmo que se fale da violência do Brasil, eu não tive nenhum episódio em que fiquei devedor tanto quanto devi aqui, por exemplo. Um amigo meu estava devendo cerca de 3.000 CHF, o equivalente a R$ 9.000 de uma vez só, e tudo isso apenas para sobreviver. Não era pra comprar TV, motocicleta, carro, viagem, nem nada, era só pra passar o aluguel. No Brasil eu tinha o suporte da família e poderia ter direito ao seguro desemprego, ou cheque-especial. Aqui ou você paga ou você paga.

Uma das dificuldades que eu não vislumbrei antes de vir e que me acometeu de forma avassaladora é o fato de que no meio do ano é muito parado aqui na Europa e especialmente na Suíça. Era quando eu mais esperava encontrar um emprego, mesmo que simples ou temporário. Simplesmente nada aconteceu por que era verão. É a mesma coisa que mandar currículo em Dezembro e Janeiro, só que aqui dura um pouco mais de tempo. Quando acabou o mês de Agosto o meu dinheiro simplesmente acabou junto por que eu não consegui nem ser babá. Mas por ironia do destino eu acabei casando e fiquei em Genebra.

Tive momentos em que eu fiquei muito próximo de voltar. E eu não fui o único.

A título de curiosidade. Muita gente aqui trabalha no negro e está sujeito a ser deportado, ou coisas mais simples, como não receber salário. É um risco que muitas pessoas correm pra ter uma vida melhor.

Mais uma vez, valeu a pena? Sim. Mesmo que tenha sido difícil, acho que não tem nada que pague a sensação de segurança, que era uma das razões que me fazia querer novos ares. Não quer dizer que nunca vou voltar ao Brasil. Mas estou bem hoje, estou melhor. Tenho a segurança de abrir o meu laptop em um ônibus e eu posso caminhar olhando o meu celular numa boa.

Pra finalizar: se esse é o seu sonho, faça-o. Só não imagine que aqui a vida é perfeita.

 

2 thoughts on “Morar no exterior não vai resolver todos os seus problemas

  1. André,
    Eu fico contente em saber que você ATRAVESSOU todos ou momentos turbulentos e CUMPRIU suas metas de estudo e preparação acadêmica apesar de tudo. Isso te fez forte e te proporcionou uma têmpera de vida que não se consegue em qualquer lugar, e nem de qualquer maneira.

    Também fico feliz que você tenha encontrado alguém para compartilhar a jornada.

    Parabéns por tudo!
    Um abração!
    Lena Reis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.