A verdade sobre Albinen, a vila suíça que dizem vai pagar para as pessoas morarem lá

Apareceu em vários veículos da mídia. Um vilarejo alpino na Suíça, um dos países mais ricos e desenvolvidos do mundo, vai pagar mais de 80.000 reais por pessoa por que a sua população está acabando. Mas será que isso é verdade? E se for, quem pode? Informações de uma pessoa que mora na Suíça.

A verdade sobre Albinen, a vila suíça que dizem vai pagar para as pessoas morarem lá

Morar fora é o sonho de muita gente, especialmente no momento em que o Brasil enfrenta uma das maiores crises da sua história. Não por acaso os destinos escolhidos quase sempre são os países ricos, e mais ainda a Europa. A Suíça então, nem se fala.

Muitas pessoas, inclusive grandes veículos de mídia ou empresas, buscam alimentar esse sonho com informações erradas e se aproveitar de indivíduos com pouca informação. É uma das funções do meu blog tentar desmistificar os processos e caminhos, e inclusive demonstrar que existem grandes obstáculos para isso, embora não seja impossível.

Escrevo esse blog há dois anos e meio e nesse meio tempo, eu tenho recebido em média 10 emails por dia de gente querendo vir pra cá. E recebi muitas mensagens de pessoas querendo ir para uma tal de Albinen, uma vila na região dos Alpes. Eu já tinha visto a notícia, despertou a minha curiosidade mas eu não dei muita atenção, pelo menos no momento. A questão é que eu vivo na Suíça, em Genebra, e sei muito bem o quanto é difícil vir pra cá, e mais ainda, ficar. Eu estou aqui temporariamente a chance de eu me manter na Suíça é de menos de 20% de acordo com as estatísticas para pessoas na mesma posição que eu.

O tabloide inglês Daily Mail escreveu: ‘Nós (a vila) te pagaremos para viver aqui’. O Euronews: ‘Venha morar aqui, temos dinheiro’. O Uol escreveu: ‘Vilarejo suíço paga R$ 227 mil para atrair novas famílias’.

O que me chamou atenção nas notícias é que o conteúdo foi ‘vendido’ como se qualquer pessoa de qualquer parte do mundo pudesse vir morar na Suíça. É só querer. E é isso que eu quero desmistificar. Os veículos de comunicação omitiram algumas informações para ganhar mais visitas e mais likes. De fato, enganando as pessoas. 

E a principal informação que não foi esclarecida é que pra morar na Suíça você precisa de um visto específico que é super difícil de conseguir. Basicamente, pra morar aqui, ou você é Suíço, ou você não vem. Não é por que a Vila está precisando de moradores que eles vão abrir pra qualquer um e inclusive passar por cima das regras federais e cantonais de morar lá, regras essas que são bem estritas.

Não estou querendo colocar água no chopp de ninguém e muito menos desmotivar quem está tentando uma vida melhor. Existem formas de vir e morar na Suíça, mas elas são limitadas, até mesmo para quem é Europeu. A Suíça está cada mais fechando as portas para imigração. Basicamente, quem veio, veio, quem não veio, não vem mais. Eles querem trabalhadores e pesquisadores altamente qualificados, e vir aqui e tentar a sorte já não é mais tão recomendável e fácil como nos anos 80 e 90.

Albinen não escapa disso. A mídia internacional, observando que a notícia poderia ser interessante, omitiu um dado essencial: para se candidatar a morar em Albinen, a pessoa precisa ser Suíça ou estar morando aqui há um bom tempo. Ou seja, estrangeiros podem se candidatar, mas devem ter uma Permissão de Moradia do tipo C, e essa permissão requer ao menos 10 anos morando na Suíça para não Europeus, e de 5-7 anos para Europeus.

Outros critérios que foram omitidos é que as famílias devem ficar pelo menos 10 anos na localidade, ter menos de 45 anos e investir em um imóvel o valor mínimo de pelo menos 200.000 Francos Suíços, mais ou menos 700.000 reais. Além disso, não está escrito mas provavelmente eles vão preferir pessoas que falem alemão.

Então, Albinen, não é só querer e vir.

Bom, a ‘boa’ notícia é que a tal proposta foi aceita pelos moradores da Vila, por 71 votos a favor em face de 29 contra, e cobertura internacional (a notícia se espalhou para todos os cantos do mundo, e viver na Suíça é em geral melhor que viver em diversos dos países mais ricos do mundo).

Voltando ao cerne – existem formas de vir pra Suíça, e eu recomendo, se a pessoa realmente quiser: se especialize. Eles querem pessoas altamente especializadas e que saibam as línguas do país. Uma das formas e estudar e conseguir um diploma Suíço de graduação ou pós, o que ao menos facilita um pouco mais.

7 thoughts on “A verdade sobre Albinen, a vila suíça que dizem vai pagar para as pessoas morarem lá

  1. A notícia é verdade sim, mas é a original. Agora é claro com a quantidade de blogs que publica a notícia dos outros… teem de enganar o leitor só assim eles veem ler. Mas a verdade é que o que escreveu esta certo. Infosuiça.com

  2. Olá!
    Gostaria de saber como pode-se pleitear uma vaga num curso de graduação, bolsa ou mesmo paga, numa boa universidade suíça, sendo estrangeira?
    No ano passado meu marido participou e expôs seu trabalho de mestrado na Universidade de Basel. Eu o acompanhei, e como não poderia ser diferente, nos encantamos com o país e o modo de vida daí. Logo surgiu em nossas mentes a possibilidade da nossa filha mais velha, quando tiver idade obviamente para tal, fazer sua graduação aí.
    Você saberia me informar como se procede, resumidamente, para conseguir esse nosso “sonho”?
    Desde já, obrigada!

  3. Ufa, finalmente alguém que esclarece as coisas, apesar de eu ter ficado um pouco triste.
    Pesquisei sobre isso e mesmo com a imensa burocracia eu estava disposta a tentar essa empreitada de me mudar para Albinen com a minha família, mas dado à algumas coisas como não falarmos alemão e não ter morado na Suíça, me parece que não temos chance. O que você acha? :'(

    1. Victoria, se não for Suíça fica muito difícil! Europeus até tem chance mas como é uma cidade pequena, acho que eles vão fazer exames bem subjetivos.

  4. Tenho cidadania Suíça, meus filhos também Tem, meu marido é italiano e mesmo morando na Itália onde tive conhecimento da.noticia através de uma rádio, não tivemos resposta nenhuma do cantão até agora sobre nosso e-mail de interesse em nós mudar para a cidade!

    1. Juliana, acho que eles dão preferência a famílias. Se vocês acham que se encaixam e realmente querem, insistam. Eles receberam muitos emails. Mais saiba que é uma localidade cujo acesso não é fácil, existem motivos para a cidade esvaziar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.