Morar na Suíça é chique? Só que não – Discussão

Chocolate, queijos refinados, picos nevados e trens. Dinheiro caindo dos céus e uma vida de nababo. É assim que muitos brasileiros imaginam que é a vida de qualquer um na Suíça. Chiqueza. Um luxo só. Mas a realidade não é bem assim.

Morar na Suíça é chique? Discussão

Confesso que essa não é a primeira vez que eu falo do assunto no meu blog, mas esse é um tema recorrente, e vira e mexe acontecem fatos e eu fico sabendo de coisas que cada vez mais alimentam a minha certeza de que existe uma grande impressão fantasiosa sobre morar na Suíça ser um luxo extremo. E não é!

E vira e mexe novamente quando eu escrevo ou toco nesse assunto, brasileiros vem me dizer que eu reclamo de barriga cheia e que aqui é chique sim, apesar de eles nunca terem visitado, ou na real, nunca tenham morado aqui. Por que uma coisa é muito diferente de vir aqui gastar dinheiro fazendo turismo – e aí você pode ter uma visita chique, mas isso em qualquer lugar do mundo – e uma outra coisa completamente diferente é morar na suíça, o que é o título desse post.

Esse post é um formato de discussão, em que eu estou prontamente de ouvidos e bytes abertos para saber a opinião do público, e eu falo especialmente de brasileiros na suíça e suíços que saíram da Suíça, que não são poucos.

É extremamente fácil e raso julgar um país pelas atrações turísticas e restaurantes refinados, mas na hora de pagar a conta do aluguel, da luz, e especialmente aqui na Suíça, do plano de saúde, e depender de serviços públicos, experimentar a burocracia, é completamente diferente.

Antes de me criticar, convém fazer um exercício de interpretação de texto, o que eu percebo existir uma grande dificuldade para muita gente as vezes. O fato de eu falar que a Suíça não é chique não significa que ela seja ruim. Também não significa que o Brasil é chique. Outro ponto de interpretação é que segurança não tem nada a ver com chiqueza ou luxo. Para mim, segurança é algo básico e não tem nada de chique. E nesse sentido o Brasil tem muitos pontos negativos, e a Suíça tem positivos.

Mas por que eu falo desse assunto? Bom, veja o vídeo abaixo, ele é do fantástico, simplesmente o principal programa de reportagens do Brasil e inclusive assistido por muitos outros residentes de países sul-americanos.

Esse vídeo é do fantástico, e eles falavam de um vilarejo chamado Albinen que supostamente quer ‘pagar’ para as pessoas virem morar aqui na Suíça. E eu já expliquei em um post que não é bem assim. Na verdade, esse vilarejo oferece subsídios para quem quer morar lá, desde que a pessoa invista 200.000 francos em um imóvel, tenha residência suíça, seja mais nova do que 45 anos e tenha família.

O que o fantástico fez é um grande desserviço informativo, apesar de eles terem dito somente no final do vídeo original que os critérios são bem estritos. Basicamente eles fizeram um clickbait e venderam uma imagem de que a Suíça estava recebendo todo mundo e quem quiser é só chegar. Mais do que isso, dá a impressão de que a vida é maravilhosa e que todos nós moramos em vilas suíças cobertas de neve branquinha e não fazemos nada o dia todo a não ser cuidar das nossas vacas.

A foto abaixo ilustra o que as pessoas pensam quando eu falo que moro na Suíça:

A verdade não é bem assim.

A primeira coisa que a gente tem que fazer é descontruir esse conceito de chique. É uma palavra francesa que quer dizer estiloso, mas no Brasil isso ganhou um significado a mais, quase perto do luxuoso. Virou, em certos termos, um sinônimo para rico, endinheiro, bem de vida, mas acima de tudo, uma vida perfeita. Quando um brasileiro pensa em chique, ele nunca vai imaginar um metrô lotado, mas sim uma pessoa super bem vestida andando na Champs-Elysées em Paris.

E no Brasil, na minha humilde opinião, existe uma grande cultura coletiva de separar tudo o que é de rico do que é de pobre. Não existe meio termo, praticamente, então tudo o que é chique virou coisa de rico e vice-versa, e é relacionado com a perfeição. Não entendeu? Vou falar algumas diferenças.

No Brasil uma pessoa rica é relacionada com os seus carrões. As pessoas acham que quem ganham um dinheirão ou ganha bem tem que comprar um carro. Andar de metrô é coisa de gente não rica. Vide por exemplo aquele bairro de São Paulo que queria evitar a construção do metrô pra evitar a ‘gente diferenciada’. Gente diferenciada eles queriam dizer pobres, e inclusive fizeram um abaixo assinado para evitar os planos do metrô.

Outro exemplo é a moda das comidas gourmet. Você já reparou que tudo o que é gourmet é, na realidade, uma comida que é ligada a camadas mais simples, mas com uma repaginação para rico ver? Ou quem se acha rico, na verdade, e quer se ‘diferenciar’. Como a tapioca, o brigadeiro, o cajuzinho, a coxinha, tudo isso ganhou uma versão gourmet. O picolé virou paleta mexicana.

Marmita! Taí uma coisa que era considerada de pobre e inclusive se você levasse no trabalho, apenas alguns anos atrás, te olhariam de cara feia. Fizeram o quê? Criaram a marmita gourmet, por que ser gourmet é falar francês e falar francês é chique. Por exemplo falar que peidou em francÊs deve enloquecer a cabecinha de muito brasileiro que vive de status: J’ai peté. Vou fazer um cocozinho vira Je caca.

Então esse critério de chique é basicamente extremamente brasileiro e altamente fora da realidade. Aqui na Europa, por exemplo, os prefeitos e governadores comumente vão trabalhar de metrô, ou bicicleta, ou patinente. Marmita? Todo mundo leva e os mercados estão cheios de opções boas e baratas. Inclusive o nosso renomado e conhecidamente intitulado como coisa de pobre pão com ovo.

Não, morar na Suíça não é chique. É definitivamente mais seguro, e de certa forma mais justo socialmente, mas não é chique. Aqui eu ainda pago contas altíssimas e sofro com serviços públicos, e tem vários outros microproblemas diários, que claro, em certas medidas são menores do que no brasil, mas a vida não é chique, não é perfeita, e não pense que só vir para cá vai resolver todos os problemas.

Mas e você caro leitor, o que pensa? Para você, morar na Suíça é chique? e se você acha que sim, por favor me diga quanto tempo você morou na Suíça rs, por que eu quero saber onde pegar as minhas barras de ouro e toneladas de queijo gratuitas.

One thought on “Morar na Suíça é chique? Só que não – Discussão

  1. Moro na Suíça há mais de 30anos. Morei em Zug, Zurique e agora no Arc Lemanique ( que nome chique!!! Kkk). Chique, não. Decente, sim seguro, sim. Honesto, oferece oportunidades. Amo morar aqui. Amo o que chamam de tédio. Amo que o maior problema é quando os trens atrazam 10 minutos…. mas chique? Não. Até cafona.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.